Notícias

Carne artificial pode “salvar” o planeta

Segundo cientistas, cultivo em laboratório pode reduzir em até 96% as emissões de gases estufa associadas à produção convencional, poupar energia, terra, água e vida animal.

A carne de laboratório é apresentada como uma alternativa "quase milagrosa" que promete revolucionar a indústria de alimentos, embora no momento esteja em uma fase incipiente de desenvolvimento e suscite mais perguntas do que respostas. Foi isso que informou um artigo publicado pela RTVE, da Espanha.

"A carne artificial é aquela que é criada em laboratórios a partir de células-tronco extraídas de músculos e outros elementos orgânicos, como penas.

Essas células são coletadas por biópsia, causando danos mínimos ao animal e, em seguida, se reproduzem de maneira controlada, de modo que elas cresçam e formem um novo tecido muscular", diz o texto.

Os primeiros experimentos para produzi-la foram realizados pela Agência Espacial Norte Americana (NASA) no início dos anos 90.

O objetivo era encontrar a fórmula para alimentar os astronautas em missões de longo prazo, e até antecipar futuras colonizações espaciais.

"Seis anos se passaram e ainda há um longo caminho a percorrer, uma vez que o processo de produção é extremamente complexo.

Cultivar células requer o fornecimento de nutrientes (o soro bovino é usado atualmente), evitar a contaminação das culturas, garantir que a reprodução celular esteja livre de efeitos carcinogênicos", indica.

Uma das principais frentes em que os cientistas estão trabalhando é a falta de sabor e textura. A carne que normalmente é consumida é um conglomerado de vários elementos, como músculo, sangue, gordura, nervos .

A carne cultivada é apenas muscular, e para melhorar o sabor e textura (gordura, por exemplo, é essencial para dar sabor).

Comentário CCB:

As tecnologias para produção em larga escala de proteína animal já estão bem avançadas.

Fonte: Agrolink

Publicado em: 23 de agosto de 2019 às 02:08.

Central de Atendimento: 
São Paulo e Região: (11) 3059-0510 | DDG: 0800.770.1112 | E-mail: ccb@ccb.med.br
Av. Indianópolis, 1843/1861 - Indianópolis - São Paulo/SP - CEP: 04063-003