Atendimento por WhatsApp 55 11 99508-6782

Notícias

Ossos artificiais mais realistas já feitos são tecidos com células

Imagine usar células-tronco da sua medula óssea para cultivar um pedaço de tecido ósseo em laboratório, após o que os médicos exploram quais medicamentos têm o efeito desejado em seus ossos.

Osso de laboratório

Quando isso for possível, os médicos poderão traçar um plano de tratamento sob medida para cada paciente, com a melhor abordagem sendo definida com antecedência, sem esperar pelo famoso "Se não melhorar você volta".

Talvez você se surpreenda ao saber que essa visão futurística não é mais exatamente ficção científica, uma vez que que pesquisadores das universidade de Tecnologia de Eindhoven e Radboud (Países Baixos) conseguiram fazer a primeira parte dela: Cultivar um pedaço de tecido ósseo natural a partir de células-tronco humanas.

Eles entrelaçaram várias células ósseas em um "organoide" que pode formar, de forma independente, tecido ósseo novo e duro.

É o modelo 3D mais completo de formação óssea até hoje - na verdade, é o primeiro organoide de osso já feito.

Desenvolvimento dos ossos

Este osso artificial cultivado em laboratório vai permitir estudar processos bioquímicos com detalhes sem precedentes, potencialmente ajudando a desvendar os mistérios que envolvem a formação óssea.

Além disso, o osso cultivado é particularmente adequado para testar novos tratamentos para doenças ósseas, como osteoporose ou osteogênese imperfeita.

"Com isso, apresentamos, pela primeira vez, o quadro completo dos primeiros estágios da formação óssea," disse a professora Sandra Hofmann.

E isso é de grande importância porque o processo pelo qual nossos ossos se formam ainda é um grande mistério.

O osso é um material muito complexo no qual, por um lado, inúmeras células e processos interagem e, por outro, uma engenhosa matriz de colágeno e mineral é construída para dar força. Os componentes individuais já foram bem estudados, mas até agora pouco se sabia sobre suas interrelações.

Já sabemos muito sobre osteoblastos (que constroem o tecido ósseo), osteoclastos (que retiram o osso) e osteócitos (que regulam a formação e a quebra do osso) - mas não como se formam e interagem.[Imagem: Anat Akiva - 10.1002/adfm.202010524]

"Na verdade, agora temos um sistema simples em um ambiente confiável no qual podemos vasculhar e ver como as células ósseas reagem aos estímulos que fornecemos," disse Anat Akiva, pesquisador responsável pelos experimentos.

Checagem com artigo científico:

Artigo: An Organoid for Woven Bone

Autores: Anat Akiva, Johanna Melke, Sana Ansari, Nalan Liv, Robin van der Meijden, Merijn van Erp, Feihu Zhao, Merula Stout, Wouter H. Nijhuis, Cilia de Heus, Claudia Muñiz Ortera, Job Fermie, Judith Klumperman, Keita Ito, Nico Sommerdijk, Sandra Hofmann

Publicação: Advanced Functional Materials

DOI: 10.1002/adfm.202010524

Comentário CCB:

Novas tecnologias como bioimpressoras em 3D estão acelerando a medicina regenerativa.

Fonte: diariodasaude 

Publicado em: 20 de abril de 2021 às 18:04.

Central de Atendimento: 
São Paulo e Região: (11) 3059-0510 | DDG: 0800.770.1112 | E-mail: ccb@ccb.med.br
Av. Indianópolis, 1843/1861 - Indianópolis - São Paulo/SP - CEP: 04063-003