Atendimento por WhatsApp 55 11 99508-6782

Notícias

26 de agosto de 2020

Mayo Clinic: uma descoberta que pode levar à terapia celular para diabetes

No que pode ser um passo na direção da terapia celular para diabetes, pesquisadores da Mayo Clinic descobriram como produzir células capazes de gerar um hormônio que regula os níveis baixos de açúcar no sangue.  Quinn Peterson, Ph.D. e sua equipe desenvolveram um novo método de produção em massa de um produto celular que contém o hormônio glucagon, que foi capaz de proteger contra hipoglicemia em modelos animais. A pesquisa do Dr. Peterson foi publicada na Nature Communications. "Já temos a capacidade de produzir grandes quantidades de um tipo importante de célula que é necessário para prevenir a hipoglicemia e regular a glicose sanguínea em pacientes com diabetes. A geração de células do tipo pancreático a partir de fontes renováveis é muito promissora no que diz respeito às terapias celulares para diabetes", afirmou o Dr. Peterson, principal autor do estudo. As células alfa do pâncreas produzem o glucagon, que é liberado para corrigir os níveis baixos de açúcar no sangue. Porém,

19 de agosto de 2020

Boehringer Ingelheim adquire a empresa de biotecnologia veterinária GST para fortalecer sua capacidade de células-tronco em Saúde Animal

A aquisição acontece após dois anos de parceria bem-sucedida e que trouxe para o mercado europeu o primeiro medicamento veterinário registrado com base em células-tronco. A Boehringer Ingelheim anuncia a aquisição da Global Stem cell Technology (GST), uma empresa belga de biotecnologia veterinária. A GST é dedicada à pesquisa, desenvolvimento e produção de medicamentos regenerativos baseados em evidências cientificas (terapias com células-tronco) usados para o tratamento de doenças ortopédicas e metabólicas em animais. A Boehringer Ingelheim já firmou uma parceria com a GST em 2018; em 2019, as empresas lançaram o Arti-Cell Forte na Europa. O Arti-Cell Forte é um excelente exemplo da força da inovação existente nas duas empresas. É o primeiro produto de célula-tronco no mundo veterinário com autorização de comercialização da Comissão Europeia. A aquisição e a integração da GST vão acelerar o desenvolvimento da Boehringer Ingelheim, mantendo o foco em estabelecer novos padrões de at

12 de agosto de 2020

Células-tronco restauraram funções da medula espinhal com sucesso

O uso de células-tronco para restaurar funções perdidas devido a lesão da medula espinhal (LM) tem sido uma ambição de cientistas e médicos há muito tempo. Após tantos anos de tentativas,pesquisadores agora anunciaram que células-tronco restauraram funções da medula espinhal de ratos. Embora ainda haja um longo caminho a ser percorrido, se os pesquisadores conseguirem ampliar este feito, muitas pessoas serão beneficiadas Estudo sobre os enxertos de células-tronco neurais nas lesões O estudo foi realizado por pesquisadores da Escola de Medicina de San Diego da Universidade da Califórnia e publicado, recentemente, na revista Cell Stem Cell. Os cientistas implantaram enxertos de células-tronco neurais altamente específicas na medula espinhal dos animais de laboratórios, os camundongos. Como foi relatado na pesquisa publicada, nos locais onde havia lesões, os enxertos conseguiram crescer e se fazerem dominantes. Além disso, os enxertos conseguiram se integrar ao sistema neural, logo

5 de agosto de 2020

O uso das células-tronco mesenquimais para o tratamento da COVID-19: uma esperança regenerativa

Já existem diversos projetos que avaliam o potencial das células-tronco mesenquimais no tratamento do COVID19. Em um estudo publicado em março de 2020, sete pacientes positivos para coronavírus receberam uma dose única dessas células. Foi observado uma melhora nos principais marcadores da doença, como saturação de oxigênio, marcadores inflamatórios, e achados radiológicos. Inclusive um paciente que estava entubado na UTI teve alta em menos de 20 dias e o exame passou a dar negativo para o vírus. Em um outro relato de caso, uma paciente internada em estado grave com a necessidade de ventilação mecânica e já apresentava sinal de falência hepática, recebeu três doses desta terapia celular. Após quatro dias, a ventilação foi retirada e a paciente já estava apta a caminhar. Até o momento, não foi relatado nenhum efeito adverso à essa terapia. Este novo tipo de terapia se tornou uma esperança no tratamento da COVID-19. Entretanto, o tratamento desta doença é extremamente dependente do es

30 de julho de 2020

Espanha testa tratamento que reduz mortalidade em casos sérios de covid-19

Um tratamento baseado em células desenvolvido e testado por pesquisadores da Espanha mostrou em seus primeiros resultados que reduz a mortalidade de pacientes críticos com coronavírus de 85% para 15%, conforme relatado hoje por fontes da Universidade Miguel Hernández (UMH) em Elche, na província de Alicante, na Espanha. O medicamento baseado em células foi testado em 13 pacientes intubados sob ventilação mecânica e demonstrou ser eficiente na melhora clínica de casos críticos de covid-19. Estes são os primeiros resultados do projeto BALMYS-19, co-liderado pelo professor da UMH em Elche e por um pesquisador do Instituto de Pesquisa em Saúde de Alicante (Isabial), Bernat Soria, juntamente com o professor Damián García-Olmo, da Fundación Jiménez Díaz (Universidade Autônoma de Madri). Seis outras universidades e seis hospitais espanhóis participaram do estudo. O estudo, o maior até o momento publicado nessas condições, foi publicado na revista "The Lancet EClinicalMedicine". Esta ter

Central de Atendimento: 
São Paulo e Região: (11) 3059-0510 | DDG: 0800.770.1112 | E-mail: ccb@ccb.med.br
Av. Indianópolis, 1843/1861 - Indianópolis - São Paulo/SP - CEP: 04063-003