Atendimento por WhatsApp 55 11 99102-2709

Notícias

20 de fevereiro de 2024

Células-Tronco: a regeneração da vida

Em crescimento no Brasil, tratamento com células-tronco revela potencial revolucionário no combate ao envelhecimento Imagem: Reprodução O futuro da medicina antienvelhecimento (anti-aging) parece mais promissor do que nunca, à medida que cientistas, pesquisadores e médicos de todo o mundo exploram as inúmeras aplicações das células-tronco. Recentemente, avanços significativos na pesquisa revelaram a impressionante capacidade das células-tronco em retardar e, possivelmente, reverter o processo de envelhecimento. O médico endocrinologista Tércio Rocha, especialista em células-tronco explica que o tratamento emergiu como algo promissor, capaz de regenerar constantemente as estruturas, evitando que fiquem velhas. Segundo ele, essas células “podem regenerar todas as estruturas que mostram a beleza externa para as pessoas, com a regeneração completa, por exemplo, da derme facial, de pescoço, de dorso de mãos, do colo, da face interna de braços, da face interna de coxas etc.” Tércio exp

12 de fevereiro de 2024

Terapia com células-tronco modula os efeitos negativos do coronavírus no organismo

Otávio Cabral-Marques aponta a terapia celular como uma alternativa para um tratamento com menos medicamentos e respostas imunológicas mais específicas, o que pode até mesmo reduzir o risco de morte  Foto: Domínio Público via Pixabay Um estudo sobre o uso de terapias celulares – procedimento que consiste na reposição de células saudáveis no organismo para restaurar ou alterar determinados conjuntos celulares – no tratamento de pacientes com covid-19 apresentou como resultado a redução do risco de morte. O coautor do estudo e doutorando em bioinformática pela USP, Dennyson Leandro da Fonseca, comenta que o método é mais utilizado em tratamentos de câncer, mas que a expectativa é de expandir a terapia celular para o combate de outras doenças.  Papel das células-tronco O coordenador da pesquisa e professor de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da USP, Otávio Cabral-Marques, explica que, com o avanço da pandemia do coronavírus, diversas pesquisas acerca do papel das células-

5 de fevereiro de 2024

O que são organoides?

Os órgãos do nosso corpo são estruturas complexas em 3D compostas por uma variedade de tipos de tecidos, todos interagindo para cumprir uma função específica em nos manter vivos. Imagem:  Reprodução Para compreender como se desenvolvem, funcionam e, por vezes, falham, os cientistas são frequentemente forçados a estudá-los num estado preservado, muito depois de terem parado de crescer. Tudo isso está mudando, com avanços num novo tipo de modelo biológico; o organoide. O que são organoides? Organoides são cópias 3D pequenas e simplificadas de órgãos criados fora de um corpo vivo, geralmente cultivados através do tratamento de combinações de tecidos ou células-tronco com nutrientes e sinais químicos (fatores de crescimento) que os incentivam a se diferenciar e a se auto-organizar. Normalmente variando em tamanho desde a largura de um fio de cabelo até alguns milímetros (uma fração de polegada) de diâmetro, essas réplicas ficam muito aquém de realizar toda a gama de funções do órgão

29 de janeiro de 2024

Fígado bioartificial é aprovado para ensaios clínicos na China

Pesquisadores da Universidade Médica do Sul na China obtiveram a aprovação dos reguladores para realizar ensaios clínicos de um fígado artificial baseado em células-tronco.  Esta inovação promissora poderia oferecer uma nova esperança para as pessoas que sofrem de falência hepática, um problema de saúde grave e com poucas opções de tratamento. A falência hepática é uma condição em que o fígado deixa de funcionar repentinamente devido a várias causas, como infecções ou exposição prolongada a substâncias prejudiciais, como medicamentos ou álcool. A China registra aproximadamente um milhão de casos de falência hepática a cada ano, e as opções de tratamento são limitadas, com transplantes de fígado sendo a única solução, mas enfrentando desafios como a escassez de doadores, altos custos e a necessidade de imunossupressores de longo prazo para os receptores. O fígado bioartificial baseado em células-tronco se diferencia de outras abordagens ao realizar funções vitais, como desintoxicaç

22 de janeiro de 2024

Menina de 8 anos é a primeira transplantada a não precisar de medicação

Aditi Shankar, um mês após receber um rim de sua mãe, deixou de tomar a medicação vital que normalmente é obrigatória para todos os transplantados, a fim de evitar a rejeição do novo órgão, de acordo com um relato da Sky News. Imagem: Getty Images Uma menina de oito anos, que enfrenta uma doença genética rara, conquistou um marco notável no Reino Unido ao submeter-se a um transplante sem a necessidade de medicamentos imunossupressores pelo resto de sua vida. Essa conquista foi viabilizada pelo fato de Aditi primeiro ter passado por um transplante de células-tronco da medula óssea de sua mãe, Divya, antes de receber o rim de sua progenitora, como parte de um procedimento revolucionário realizado no Great Ormond Street Hospital, localizado em Londres. É importante lembrar que medicamentos imunossupressores são cruciais para pacientes transplantados, pois impedem que o corpo rejeite um órgão doado. No entanto, embora esses medicamentos desempenhem um papel vital na vida desses pacient

Central de Atendimento: 
São Paulo e Região: (11) 3059-0510 | DDG: 0800.770.1112 | E-mail: [email protected]
Av. Indianópolis, 1843/1861 - Indianópolis - São Paulo/SP - CEP: 04063-003